Para evitar problemas nas unhas a dica é levar o próprio kit para a manicure!


Essa pauta foi envi­ada pela Merheje, como achei muito legal resolvi pas­sar na ínte­gra para vocês! Ama­nhã Logo mais rese­nha e sorteio Wink

Para garan­tir mais higi­ene ao fazer as unhas, der­ma­to­lo­gis­tas suge­rem que mulhe­res tenham seu pró­prio kit mani­cure, evi­tando pos­sí­vel con­tá­gio de fun­gos e bac­té­rias por meio dos equipamentos

A mulher bra­si­leira é muito vai­dosa e mun­di­al­mente conhe­cida por suas unhas lin­das e bem fei­tas. Entre­tanto, esse deta­lhe, que serve para enal­te­cer a beleza e a vai­dade femi­nina, pode aca­bar se tor­nando um pesa­delo caso alguns cui­da­dos não sejam toma­dos.
Esta­mos falando de mico­ses e der­ma­to­ses cau­sa­das por bac­té­rias e fun­gos que se alo­jam no equi­pa­mento uti­li­zado para fazer as unhas. Difi­cil­mente as con­cor­ri­das mani­cu­res pos­suem equi­pa­mento ade­quado e tempo livre para fazer uma este­ri­li­za­ção ade­quada — que exige uma auto­clave e pelo menos duas horas de aque­ci­mento para ser 100% bem suce­dida. Por isso, para evi­tar que as unhas sejam aco­me­ti­das por doen­ças e con­ta­mi­na­ções pro­ve­ni­en­tes de bac­té­rias e fun­gos, as mulhe­res têm optado por levar seu pró­prio kit para fazer a unha na mani­cure. Desta forma, evita-se que enfer­mi­da­des de uma unha doente con­ta­mi­nem uma unha sadia.

Fiz as unhas num salão des­co­nhe­cido e, por causa disso, pas­sei dez anos da minha vida com todas elas esfa­re­lando, gra­ças a uma micose”, lem­bra a dona-de-casa Sônia Carvalho.

Com­prar o seu pró­prio ali­cate é a pri­meira pro­vi­den­cia para fugir de cila­das assim. Mas só isso não afasta todos os peri­gos. A der­ma­to­lo­gista Solange Vil­la­gra explica que é impor­tante ter um kit mani­cure com­pleto ou certificar-se que os ins­tru­men­tos pon­tu­dos sejam este­ri­li­za­dos a cada manu­seio. Isso por­que as pin­ças (reti­rar, ficou estra­nho pois elas não tiram cutí­cu­las) e os ali­ca­tes usa­dos para empur­rar e tirar a cutí­cula podem cau­sar machu­ca­dos pelo meio do cami­nho, podendo trans­mi­tir doen­ças perigosas.

Leia mais

Dicas de como cui­dar de uma micose

A oni­co­mi­cose (micose de unha) é uma doença pro­vo­cada por fun­gos que se ali­men­tam de que­ra­tina, mate­rial do qual as unhas são for­ma­das. A doença pode se mani­fes­tar de várias for­mas, como des­co­la­mento (a unha fica oca), espes­sa­mento, for­ma­ção de man­chas e, até mesmo, a defor­ma­ção e des­trui­ção da unha. Os sin­to­mas de uma unha con­ta­mi­nada come­çam a se mani­fes­tar pou­cos dias depois do con­tá­gio e se carac­te­ri­zam pela perda do bri­lho e mudança de colo­ra­ção, vari­ando entre esbran­qui­ça­das, ama­re­la­das e acinzentadas.

Para se obter sucesso no tra­ta­mento de uma micose, o fungo deve ser total­mente eli­mi­nado da unha, o que só acon­tece quando a unha doente é com­ple­ta­mente subs­ti­tuída por uma sau­dá­vel, livre do fungo. É um pro­cesso lento, pois depende do cres­ci­mento da unha e infe­liz­mente este pro­cesso demanda tempo, vari­ando de seis meses para as unhas das mãos e 12 meses para as unhas dos pés. Estas carac­te­rís­ti­cas fazem da oni­co­mi­cose uma doença de tra­ta­mento com­pli­cado, pois a unha fica em um local de difí­cil pene­tra­ção e assim exige paci­ên­cia e per­se­ve­rança no uso da medi­ca­ção. Para se obter melho­res resul­ta­dos de cura, em mui­tos casos é neces­sá­rio o uso de medi­ca­ção via oral con­jun­ta­mente aos medi­ca­men­tos de uso local.

Caso a infec­ção já tenha atin­gido a matriz da unha, a medi­ca­ção via oral é geral­mente man­tida por cerca de três a qua­tro meses, usada junto à medi­ca­ção local até o com­pleto res­ta­be­le­ci­mento da unha. Em casos de ine­fi­ci­ên­cia do medi­ca­mento, seja por conta da resis­tên­cia do micro­or­ga­nismo ou de pro­ce­di­men­tos pes­so­ais que difi­cul­tem a ação do mesmo — como a incons­tân­cia e peri­o­di­ci­dade da apli­ca­ção do remé­dio, tais medi­ca­men­tos devem ser tro­ca­dos, até que se con­siga o resul­tado esperado.

Para as mulhe­res que não qui­se­rem levar para o salão o seu pró­prio kit de unhas, é impor­tante aten­tar para algu­mas reco­men­da­ções de der­ma­to­lo­gis­tas e o exem­plo de salões reno­ma­dos e sérios, uti­li­zando pro­ce­di­men­tos sim­ples que podem evi­tar muito tempo de desconforto.

Líder bra­si­leira na fabri­ca­ção de ali­ca­tes para cutículas/unhas, espá­tu­las e cor­ta­do­res de unhas, a Merheje recomenda:

  • A esco­va­ção com um pro­duto espe­cí­fico para lim­peza de resí­duos nos ali­ca­tes, cor­ta­do­res de unha e espá­tu­las por dois minutos;
  • Emba­lar os ins­tru­men­tos indi­vi­du­al­mente e levar a uma estufa com tem­pe­ra­tura ele­vada por, no mínimo, duas horas;
  • Des­car­tar as lixas e pali­tos após o uso. No entanto, nem todo salão de beleza con­se­gue seguir a risca estas dicas de segu­rança. Por isso, o ideal é cada mulher ter o seu pró­prio kit.

E para quem não pos­sui uma estufa para uma per­feita este­ri­li­za­ção, a dica são ali­ca­tes com pro­te­ção anti­mi­cro­bi­ana em seus cabos plás­ti­cos, como é o caso dos ali­ca­tes Merheje com Pro­te­ção Micro­ban, que inibe o cres­ci­mento de bac­té­rias e fun­gos em sua super­fí­cie. Estes pro­du­tos são mais em conta que os de aço inox, além de serem boni­tos, char­mo­sos e femininos.

Pre­o­cu­pada com o bem-estar de suas con­su­mi­do­ras, a Merheje ofe­rece as linhas de ali­ca­tes Merheje Touch, Merheje Basic e Merheje Teens com esta pro­te­ção anti­mi­cro­bi­ana efi­caz e con­fiá­vel, desen­vol­vida pela Micro­ban, empresa ame­ri­cana que é líder mun­dial em pro­te­ção antimicrobiana .

2 Comentários





Sem Facebook? Sem problemas também! Clique aqui e utilize o formulário ;)
  
  

Deixe uma resposta

Lembre-se :

  • Os comentários são moderados, não é necessário reenviar.
  • Para aparecer sua foto cadastre-se no Gravatar.com.
  • Não tenho amostras, brindes, nem ligação com qualquer empresa de cosméticos e cia.
  • Comentários ofensivos, ilegais ou imorais não serão aprovados.
  • Use o campo "Site" para divulgar seu blog/site, comentários com links vão automaticamente para caixa de spam.
  • Os comentários não refletem minha opinião pessoal, você é responsável pelo que escreve.
  

  
Copyright © Abrindo o Zíper 2007 - 2014
Todos os direitos reservados.
Powered by WordPress
Layout e Programação Juliana Vilela

Ju Vilela - Web Designer
 



Antessala     redes Facebook Twitter Instagram Google+ YouTube Pinterest Contato